Passeio pela Cova da Beira

Um passeio de poucas horas pela Cova da Beira, proporciona uma vista fantástica sobre esta região!
Vale a pena aproveitar o tempo, e num volta de dificuldade baixa, apreciar a paisagem.

Trilhos GPS aqui.

Como Proceder com a Bicicleta de Todo o Terreno (BTT)


O comportamento pouco cívico de alguns utilizadores de bicicleta de todo o terreno e como de certo modo a B.T.T. quase se tornou demasiado popular nalguns países europeus e em muitas regiões dos Estados Unidos, os utilizadores de BTT tiveram de acatar limitações à sua liberdade após se ter chegado à conclusão de que o excesso de bicicletas pelas matas poderia provocar danos ambientais. Como resultado disto, houve proibição de circular em alguns Parques e Florestas, levando a que a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta e outras congéneres europeias elaborassem o seguinte código, para os cicloturistas utilizadores de BTT.
 
1º - Ceder a passagem aos turistas não motorizados;

2º - Abrandar ao aproximar-se de turistas equestres ou pedestres, passá-los com precaução;

3º - Reduzir a velocidade nas passagens sem visibilidade;

4º - Tome sempre em consideração a experiência já adquirida: se pouca, média ou bastante.

5º - Passar distante dos animais selvagens e não assustar os animais domésticos;

6º - Nunca deitar lixo para o chão, recolhê-lo num saco até ao próximo recipiente;

7º - Respeitar a propriedade privada; não entrar sem autorização; não destruir as delimitações e repor as barreiras depois da sua passagem;

8º - Aprender a viajar em autonomia absoluta; preparar o itinerário e prever o seu reabastecimento; saber reparar a bicicleta;

9º - Nunca sair sozinho para um percurso longo e indicar o itinerário aos que ficam.

10º- Saber, em qualquer ocasião, manter-se discreto, modesto e, sobretudo, amável.

11º - Quando em grupo, o número de praticantes não deverá em caso algum exceder o total de dez, devendo manter intervalos do mínimo de cinco minutos entre a passagem dos grupos.

12º - Minimizar todo o tipo de impacte ambiental:
  • Escolher os trilhos de maneira a não estragar a vegetação ou o solo.
     
  • Alguns exemplos: A chuva ou neve transformam um trilho em lama. A maneira mais fácil seria atravessá-lo, transformando-o num grande buraco no entanto deverá desmontar e passar cuidadosamente. Se uma árvore cai no nosso caminho, em vez de a contornar, criando assim um novo trilho, devemos desviá-la.
     
  • Estas acções isoladas parecem pouco importantes, no entanto quando multiplicadas por todos, os efeitos podem ser nefastos.
     
  • A prática do impacte ambiental mínimo é a filosofia do cicloturista / utilizador da bicicleta de todo o terreno.


Obirgado: Amigosdopedal

Passeio entre Ponte Pedrinha e Tortosendo, passando pelo Paul

Para um pequeno passeio de domingo, que é feito em cerca de 3 horas,  vale a pena dar uma pequena volta pelo parque natural da Serra da  Estrela, e se não houver companhia para ir para os trilhos de  montanha, o ideal será utilizar estradas (que normalmente não são muito movimentadas nesta hora do dia e da semana).

Aqui vai uma oportunidade de passar uma boa manhã ou tarde de domingo,  com paisagens a não perder!

II Maratona das Ribeiras da Estrela 2008

Passeios na Serra da Estrela

Alguns passeio na zona do Parque Natural da Serra da Estrela, são de uma beleza excepcional, para além de um moderado grau de dificuldade, dependendo dos trilhos que se escolherem.

A entrada no Parque Natural por estrada, proporciona um conjunto de vantagens, contudo os trilhos dão a oportunidade de apreciar e desfrutar de paisagens sem igual!